O Poeta e a Torre

Olá pessoal! Hoje estou postando mais um conto. Desta vez esse tem a ver com as Crônicas de Erys. Na verdade, neste conto, que é apenas um excerto de um conto maior, aparece pela primeria vez a lendária e quase mística Torre de Vigia de Aymon, um dos elementos mais misteriosos da história. Ela já foi mencionada por Edrik no Capítulo III, mas, pelo menos nesse primeiro livro da saga, ela não vai aparecer.

O que chama a atenção da Torre não é exatamente o fato de ela ter mais de mil metros de altura – ok, isso é impressionate, mas nem tanto – mas sim o fato de ela ter mais de sete mil anos e não demonstrar nenhum sinal de que está se deteriorando. Ela é supostamente protegida por uma antiga e poderosa magia – uma magia que fora esquecida nos tempos atuais. Sua construção remota à longíqua e poética Era dos Heróis, da qual a lembrança não passa de uma visão turvada por uma espessa neblida. Continuar lendo

Anúncios

Agora também no Facebook

Olá pessoal! Que a Luz ilumine nossa jornada.

Venho aqui informar que os guardiões de Erys podem agora ser encontrados também no Facebook. Acesse a página, curta, comente, compartilhe. Ou simplesmente não faça nada 😛

Até mais, e não se esqueçam que hoje à tarde sai o quarto capítulo da história. Uma prévia dele pode ser encontrada aqui.

O clã da Espada e a Guerra dos Sete Anos

Olá pessoal! Que a Luz ilumine nossa jornada!

Hoje vamos falar um pouco mais de um dos mais interessantes Clãs de Erys: O clã das Espadas.

Como foi mencionado no Capítulo IV, existem doze clãs governando grande parte de Erys. São eles: Torre, Fênix, Dragão Marinho, Espadas, Lua, Anjo (esses são os Sete Clãs Iniciais), Ninfa, Harpa, Dragão Alado, Árvore e Harpia. Cada um deles têm suas particularidades. Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre o clã das Espadas. Continuar lendo

Um conto (de Natal?)

Olá pessoal! Que a Luz ilumine nossa jornada por esse mundo de trevas.

Além de ‘As Crônicas de Erys’ eu escrevo outras coisas. Por exemplo, há um livro de ficção, entitulado ‘Um conto de duas mentes’. Um dia pretender terminar essa história. Mas além disso eu já escrevi alguns contos. Alguns pequenos outros nem tanto. Enfim, como hoje é uma data especial, resolvi postar algo diferente, algo para pensar. Refletir sobre a natureza humana. Fiquem com esse pequeno conto.


Revelação

Naquela noite, na igreja, o pastor falava sobre amor ao próximo, boas ações, benevolência, o bom samaritano, mas seu sermão era vago; apenas palavras soltas ao vento. A Garota Revoltada estava lá, mas apenas de corpo presente, porque seu espírito estava em outro lugar. Um lugar distante da realidade, o mundo dos seus pensamentos. Continuar lendo

Ficha Técnica: Lianny, a Caçadora de Relíquias

Olá pessoal! Que a Luz ilumine vossas vidas.

Como o blog tá meio parado, resolvi movimentar um pouco mais. Decidi que de vez em quando eu vou postar um pouco mais sobre os personagens, mostrando uma espécie de ‘Ficha Técnica’ deles. É parecido com uma ficha de personagem de RPG (eu já falei que tem muitos elementos de RPG na história? rsrs)

Enfim, vou postar a primeira hoje. Vou começar com uma personagem que ainda não apareceu, mas já foi mencionada: Lianny, a mestra de Edrik. Ela é uma das minhas personagens favoritas e uma das mais interessantes também. Espero que gostem. Depois pretendo postar as dos outros personagens.

Lianny Rikah

Idade: 27 anos

Clã\Descendência: Anjo

Lealdade\Afiliação: Irmandade da Luz Continuar lendo

Capítulo III: O cavaleiro do cabelo de fogo

Como prometido, aqui vai o terceiro capítulo da história. Nele vemos a primeira manifestação de ny (a energia de transformação responsável pelas habilidades mágicas dos nyflyns). E também é mencionada pela primeira vez a lendária e quase mística Torre de Vigia de Aymon. A Irmandade da Luz também é citada neste capítulo. Espero que gostem, ajudem a divulgar e comentem.

Se preferir, pode acompanhar pelo Widbook.

Que a Luz ilumine vosso caminho.


CAPÍTULO III: O cavaleiro do cabelo de fogo

O grupo se reunia em volta da fogueira para espantar o frio da noite. Eram cinco no total. Todos eram do mesmo esquadrão. Tellys amolava pacientemente sua espada com uma pedra. É importante que uma espada sempre esteja com o fio certo.

– Então, o que faremos amanhã? – perguntou Merbyn – Continuaremos os saques aos peregrinos desavisados da estrada? Continuar lendo

Capítulo II: A Deusa e o Caçador

Como prometido, segue o segundo capítulo do livro. Nele vamos conhecer um pouco mais da história do clã da Lua e se defrontar com as brumas de um passado misterioso. Que comecem as teorias u.u. Se preferir, pode acompanhar também pelo Widbook. Boa leitura e que a Luz ilumine nossa jornada.


Capítulo II: A Deusa e o Caçador

Liam seguia por uma trilha escura no meio da noite fria. As Montanhas Luas espiavam suas costas, cada um de seus movimentos, como se fossem realmente deusas caídas na terra. Corria, procurado por Lysa.

– Lysa! Lysa! – gritava ele, mas não havia resposta.

Uma tempestade descia sobre as Montanhas e logo encheria a ar da floresta.

– Lysa! Lysa! Onde você está? – mas seu chamado se perdeu na imensidão da não-existência.

Uma gargalhada sinistra e insana ecoou pelo vazio frio da noite sem lua. Um arrepio subiu por sua espinha e uma neblina ofuscava sua visão. Lysa corria perigo, pressentia isso. Continuar lendo

Agora também no Widbook

Olá pessoal! Que a Luz ilumine os vossos caminhos.

Venho comunicar através dessa postagem que agora vocês também podem acompanhar As Crônicas de Erys também pelo Widbook. Já tá lá o primeiro capítulo. Hoje à tarde eu posto o segundo capítulo, como prometido. Tanto aqui no blog quanto lá no Widbook.

Aqui vai uma prévia do segundo capítulo, para ir esquentado para hoje à tarde rsrs.


Rythila estava maravilhada com a história. Vislumbrou novamente a grande Lua prateada no céu. Sou filha da Lua com um valente caçador. Imaginou a própria mãe sendo a deusa e o pai sendo o bravo caçador. Mas minha mãe tem cabelos loiros nos meus sonhos.

– Pai, minha mãe era muito bonita?

Sim, mas Alysane era mais bonita.

– Era a mulher mais bonita que já pisou nesta terra. – mas a imagem que vinha a sua mente não era a de Lysa.

– Ela tinha cabelos prateados como os meus?

– Não. Ela tinha cabelos loiros. Como os meus.

– E porque meus cabelos são prateados?

A verdade vislumbrou em sua mente, mas ele não a verbalizou.

– Porque você é tocada pela Lua. – foi o que disse.

Rythila gostou daquilo.


Até mais pessoal. Não esqueçam que hoje à tarde posto o resto do capítulo. Vejo vocês lá.

Sobre cavaleiros, cavaleiras e amazonas

Recentemente eu publiquei uma postagem falando um pouco sobre os personagens da história. Essa postagem gerou uma discussão (sadia) no Facebook. O motivo foi a seguinte descrição da personagem Lianny:

Lianny: Cavaleira da Ordem dos Guardiões da Luz e caçadora de relíquias. Tem uma personalidade distante, fria, calculista e observadora. Foi para a cidade de Vyzar a procura de uma pista para uma relíquia rara que está procurando. Seu passado e suas intenções são um completo mistério. Sua descendência é do clã do Anjo.

Um amigo apontou que o feminino de ‘cavaleiro’ é ‘amazona’. Ele está absolutamente correto, mesmo assim eu mantenho ‘cavaleira’ na descrição. Vou tentar explicar meu ponto nessa postagem e de quebra falarei um pouco mais sobre o universo de Erys. Continuar lendo

Os personagens da história

Olá pessoal! Que a Luz ilumine nossa jornada.

Estamos aqui com mais uma postagem sobre As Crônicas de Erys. Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre os personagens dessa fantasia. Os personagens que serão listados aqui aparecem todos no primeiro arco da história (O Segredo da Ninfa). Não são todos que aparecem, mas são os principais.

Rythila (Rythy): A protagonista. Ela é uma aprendiz de caçadora de uma pequena vila no condado de Vyz. Simpática, curiosa, inteligente e cheia de vida. Encanta a todos com sua empatia e seus belos cabelos prateados. Nunca conheceu a mãe, que morrera em seu parto. Sua descendência é do clã da Lua. Continuar lendo