A Ilha da Perdição (parte 2)

Olá, pessoal! Que a Luz ilumine nosso caminho.

Aqui está a segunda parte do conto “A Ilha da Perdição”, que também está disponível no Wattpad. Espero que gostem. Mais tarde, posto o próximo capítulo de “A Filha da Lua”. Aguardem.


Parte 2: As serpentes

O caminho, de fato, era longo. Se aventuraram pela densa e sufocante floresta da Ilha, sempre seguindo o norte, em direção à montanha no centro da ilha. A travessia era lenta e cansativa. Mosquitos irritantes voavam ao redor o tempo inteiro e a luz do sol penetrava pouco, deixando o ar sombrio. Seguiam de perto um rio, que segundo o mapa levaria diretamente à montanha. Ao cair da noite, tiveram o primeiro incidente. Avistaram uma caverna e resolveram passar a noite lá. Era uma caverna profunda, e parecia adentrar abaixo do solo, dada a inclinação do terreno. Parecia segura e confortável, mas por precaução, resolveram ficar apenas próximos à entrada. Nunca se sabe o que dorme nas profundezas sombrias de cavernas abandonadas.

Só não se atinaram ao fato de que algumas criaturas dormem durante o dia e saem à noite para caçar.

Após a janta, se reuniram em volta da fogueira. Kylles contava histórias engraçadas, divertido os outros. Era sempre o membro divertido do grupo. Tinha cabelos longos e negros, em rabo de cavalo e belos olhos azuis. Uma barba rala crescia em sua face, escondendo uma cicatriz em seu queixo. Era um exímio espadachim. Depois, disso, Ayjin encantou a todos com sua bela voz, cantando antigas canções que aprendera quando era uma jovem elfa. Sua beleza era hipnotizante, como a de todos os elfos da floresta. De vez em quando fora cortejada por Luthiel, mas ela jamais lhe deu abertura. Apenas uma pessoa lhe interessava…

– Psiu. Ouviram isso? – Kylles falou, quebrando a magia da noite.

Um zumbido característico impregnava o ar noturno.

– Cobras? – sugeriu Ayjin.

– Não, parece um bater de asas. Acho que são morcegos. – opinou Luthiel.

Todos aguçaram os ouvidos. O zumbido aumentava progressivamente. Seja lá o que fosse, estava se aproximando. E então o Capitão percebeu.

Jorff! Não são cobras, nem morcegos. São serpentes voadoras! Corram!

Mas elas já estavam em cima deles. As serpentes voadoras são exatamente o que o nome sugere: serpentes com asas, que as permite voar. Extremamente ágeis, rápidas, venenosas e perigosas. E eram grandes. Cada uma delas tinha pelo menos dois metros de comprimento e um metro de envergadura. A ponta de suas caudas possuía ferrões, parecido com o de um escorpião. Elas eram duplamente perigosas, pois podiam envenenar a vítima tanto através das presas quanto através do ferrão. Genialmente maligno. Eram pelo menos uma dúzia delas.

Eles correram, mas nem todos tiveram sorte. Um dos sete piratas que acompanhava os oficiais foi pego por uma das serpentes. A criatura enrolou-se em ao redor de seu tórax e pescoço, sufocando-o. E como se não bastasse, aplicou-lhe uma ferroada mortal, bem no coração.

– Não! – gritou a elfa.

– Precisamos fazer algo – Kylles falou. E invocou sua habilidade ny – Redoma de Cristal.

Uma muralha invisível surgiu do nada, envolvendo e cercando as serpentes. Elas ficaram presas numa espécie de redoma de ar.

– Deixa comigo agora – disse Luthiel, inovando a sua habilidade – Chamas Insaciáveis.

E então, como mágica, todas as serpentes voadoras começaram a queimar vivas, sendo consumidas por chamas que surgiram do vazio da não existência. Caíram mortas e fritadas no chão. Ayjin aproximou-se do homem ferido. Verificou seu pulso. Morto.

– Mal começamos e já tivemos baixas – comentou.

Enterraram o pobre homem e passaram o resto da noite na floresta mesmo. Não houve nenhum outro incidente durante a noite, graças aos deuses. Porém, aquilo era só o começo.

Flying_serpent_by_FrothRocket

Uma serpente voadora | Crédito da imagem: Flying serpent by FrothRocket (Deviantart)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s