Lianny, a caçadora de relíquias

Olá, pessoal! Que a Luz esteja convosco.

O próximo capítulo sai amanhã, e vou logo avisando que está eletrizante. Não percam.

Bem, mas se você leu o capítulo anterior, deve ter ficado um pouco mais curioso sobre o passado e as motivações de Lianny. Como isso é algo importante para a história – na verdade, é o elemento central de todo o enredo que serve de pano de fundo – eu resolvi contar um pouco mais sobre isso. Que comecem as teorias! rsrs

Bem, Lianny é do clã do Anjo, mas ela não nasceu nas terras deste clã. Ela veio do reino de Yryn, mais conhecido como as Terras Além do Crepúsculo ou, às vezes, Terras da Aurora, devido à ocorrência frequente deste fenômeno por lá. Ela passou a maior parte de sua infância vivendo como uma órfã mendiga. Conseguiu viver nas ruas com seu companheiro inseparável, o cachorro Lune, por anos. Mas a vida não era simples. Ela chegou a passar fome e frio. E várias vezes ela foi abusada. Isso explica em parte sua personalidade fria e distante. Como consequência de um desses estupros, ela engravidou, com apenas 12 anos. Foi durante esse período que ela conheceu aquele que mudaria sua vida para sempre: Jorhen Lentt, seu mestre.
Jorhen estava em uma missão nas Terras Além do Crepúsculo quando conheceu Lianny por acaso. Ele rapidamente reconheceu seu grande potencial ny e decidiu tomá-la como discípula. Mas antes, eles esperaram sua filha Seiryn nascer. Deixaram-na aos cuidados uma família de confiança. E partiram para Nissar, onde fica a sede da Irmandade da Luz.
Jorhen acreditava que o mundo estava prestes a viver uma grande calamidade. Ele era um caçador de relíquias, uma espécie de arqueólogo do universo de Erys. Seus estudos levaram a concluir que a Roda do Tempo estava para completar mais uma volta, o que significa que um grande evento global estava na iminência de acontecer. Segundo ele, na última vez que isso aconteceu, a Expurgação recaiu sobre Erys, eliminando a civilização Ysdin da existência. Era então preciso reunir guerreiros poderosos para combater o que quer que esteja para acontecer. E Lianny seria um desses guerreiros. E foi isso que ele lhe ensinou.
Mas para que se tornasse uma guerreira completa, Lianny precisava encontrar as Relíquias Milenares, artefatos mágicos ancestrais de grande poder. A história começa quando Lianny descobre uma pista de onde estaria uma dessas relíquias: em Vyzar, a cidade da Deus Caçadora. Ela então parte em uma missão com seu discípulo Edrik para tentar localizar e recuperar tal relíquia. E então sua história encontra a história de Rythila no Grande Festival da Colheita. O resto, bem… O resto vocês já sabem. Ou pelo menos parte dele. Não deixem de acompanhar a história no blog ou no Wattpad.

Faint_by_gothic_icecream

Lianny, a caçadora de relíquias. | Crédito da imagem: Faint_by_gothic_icecream

É isso aí. E não percam amanhã o próximo capítulo, A Batalha (parte 1).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s